Elmo Paixão fala sobre projetos que beneficiam portadores de deficiência motora

28 mar
Por: David 0 0

Elmo Paixão fala sobre projetos que beneficiam portadores de deficiência motora

O vereador Elmo Paixão/PR voltou à Tribuna da Câmara para falar sobre quatro projetos aprovados por unanimidade que beneficiam os portadores de deficiência motora de Nossa Senhora do Socorro, aprovados por unanimidade no final do ano passado pela casa, sendo que dois foram sancionados pelo executivo e outros dois foram vetados.

O primeiro projeto citado pelo vereador é o que eleva a validade do laudo e atestado médico para os portadores de deficiência motora, que passa de seis meses para três anos e outro diz respeito a autorização de implantação de avisos sonoros para auxiliar os portadores de deficiência visual, obedecendo o que determina a Lei Municipal que rege sobre o assunto.

“Estou aqui nesta Tribuna para fazer um profundo agradecimento a todos os colegas pelo gesto humanitário quando da aprovação por unanimidade, destes projetos que muitos benefícios vão trazer aos portadores de necessidades especiais e ao mesmo tempo informar que o presidente da Associação dos Deficientes Motores do Estado de Sergipe (ADMSE), Antônio Fonseca, quer comparecer a este parlamento fazer pessoalmente os agradecimentos em no nome da associação, pois sabemos como é difícil a vida destas pessoas”, disse o vereador republicano.

Já o projeto que trata do aumento da cota 3% para 15% para aquisição de unidades habitacionais e o que dispõe sobre prestação de auxílio a pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida em supermercados e estabelecimentos congêneres ganharam vetos político e técnico e o autor convocou seus pares para votarem contra ao veto.

“Eu vou começar pelo veto político: apesar da boa relação que eu tenho com a Secretaria de Ação Social durante estes anos de parceria, não posso concordar que não seja justo o aumento de 3% para 15% na cota para aquisição de unidades habitacionais por pessoas portadoras de necessidades motoras. 3% é muito pouco. Como foi um veto político, eu não tive oportunidade de debater esse tema com o prefeito, mas eu vou convidar o presidente da ADMSE – Associação dos Deficientes Motores do Estado de Sergipe para tentar entrar num acordo. Se ficar comprovado tecnicamente que não há condições, vamos negociar outro percentual”, ponderou. Elmo pediu apoio também para derrubada do veto da lei que obriga os supermercados e similares disponibilizarem rampas de entrada e auxilio interno aos clientes cadeirantes, deficientes visuais e surdos mudos, apelando para que os vereadores presentes derrubassem os vetos do executivo que seriam votados na sessão desta quinta-feira 28, mas já haviam sido retirados da pauta e devem voltar nas próximas sessões.

Acessibilidade