“O Espaço Urbano de Nossa Senhora do Socorro e Os Portadores de Necessidades Especiais”

27 mar
Por: David 0 4

“O Espaço Urbano de Nossa Senhora do Socorro e Os Portadores de Necessidades Especiais”

A Câmara Municipal mais uma vez abriu a Tribuna Livre para o debate popular entre os socorrenses, com o objetivo de aproximar a comunidade dos trabalhos legislativos e juntos encontrar a solução para os problemas de mobilidade urbana do município.

A Tribuna Livre desta terça-feira 26 de março, foi ocupada pelos professores e alunos do Colégio São Lucas que fica localizado no Conjunto Marcos Freire 2, para a apresentação de um trabalho escolar com o tema “O ESPAÇO URBANO DE NOSSA SENHORA DO SOCORRO E OS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPEICIAS” um trabalho desenvolvido  pelos alunos do 1° ano A e B e pelo 2° ano do ensino médio da turma de 2018, sob a coordenação do Professor Anderson de Jesus – especialista em geografia, que foi responsável pela abertura da apresentação, onde ele destacou o seu orgulho como professor, pelo trabalhos realizado pelos seus alunos.

 

“Esse trabalho tem como objetivo colocar em pratica as habilidades e competências do ensino da geografia a serviço da comunidade de Nossa Senhora do Socorro. Para mim é uma alegria profissional e pessoal ver os nossos jovens, colocando a geografia a serviço do próximo. E saber que vossas excelências poderão utilizar dos conhecimentos aqui produzidos, para embasar suas tomadas de decisões no que diz respeito às questões da mobilidade urbana. E também por entender que os poderes, a escola e a família podem caminhar juntos para garantir os direitos fundamentais do cidadão socorrense e nesse caso, ao que se refere a mobilidade urbana”, disse professor Anderson, agradecendo antecipadamente o espaço da Tribuna Livre aberto pela presidente da casa Maria da Taiçoca.

A apresentação do trabalho “O ESPAÇO URBANO DE NOSSA SENHORA DO SOCORRO E OS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAS” foi feita com muita competência de oratória por Cleisla Rayane Santos Batista aluna do 2º ano e Raquel Cerqueira Farias aluna do 3º da turma de 2018. As duas estudantes mostraram em fotos exibidas em Data Show, vários pontos urbanos de Nossa senhora do Socorro que estão fora dos padrões atuais de mobilidade urbana para os portadores de necessidades especiais – com destaque para as dificuldades encontradas pelos cadeirantes que precisam se locomoverem pelas ruas e calçadas do município.

“O objetivo geral do nosso trabalho é falar sobre a infraestrutura do espaço urbano de Nossa Senhora do Socorro destinada aos portadores de necessidades especiais, verificação das leis já existentes e na observação do Plano Diretor de Socorro, para assegurar se o mesmo contempla os portadores de necessidades especiais. O trabalho se justifica para mostrar ao público em geral, a importância de ter um espaço urbano bem planejado e organizado para que todo cidadão tenha livre acesso a todos os lugares. Ou seja: que usufrua do seu direito de ir vir”, disse a jovem estudante, antes de através de fotos de vários logradouros de Nossa Senhora do Socorro, mostrar pontos positivos e negativos dos instrumentos que deveriam facilitar a mobilidade urbana para os portadores de necessidades especiais, que são garantidos por Lei, mas na pratica ainda deixa muito a desejar. O estudo identifica várias dificuldades enfrentadas pelos portadores de necessidades especiais, que vão da falta de sinalização horizontal e vertical; calçadas fora do padrão; rampas de cadeirantes em desnível; até a falta de acessibilidade em prédios públicos.

O trabalho dos alunos do Colégio São Lucas, orientado pelo professor de geografia Anderson de Jesus, recebeu elogios de todos os vereadores presentes à sessão, com o comprometimento para cobrar junto ao executivo, a correção dos problemas apresentados no estudo.

Acessibilidade